Dia das mães, Brașov e o Castelo do Drácula.

Olá leitores!

Hoje é um dia muito especial 😀 pois é dia das mães no Brasil! (Parabéns para todas as mamães 😉 !  ) Mas vocês sabiam que em alguns países essa data é diferente? Na Romênia a data é fixa sendo no dia 8 de março (também o dia das mulheres)  junto com os países:  Bulgária, Moldovia, Butão, Montenegro, Albânia, Russia e Sérvia.

Os países que comemoram como o Brasil (segundo domingo de maio) são: EUA, Venezuela, Japão, China, Grécia, Bélgica (exceto Antuérpia), Austrália, África do Sul, Alemanha, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Itália, Canadá, Nova Zelândia, Cuba, Croácia, Equador,Países baixos, Letônia , Porto Rico, Republica Checa, Peru, Filipinas, Honduras, Suíça, Taiwan, Turquia, Ucrânia e Uruguai. (Desculpem se esqueci de mais algum…os que sei são esses)

Passar essa data longe da mãe é realmente difícil, mas nada como a tecnologia de hoje para demonstrar o amor a ela 😀 (msg, vídeo chamada, ligação, etc ).

Mas voltando ao assunto de viagens, hoje irei falar sobre uma cidade pequena e muito interessante na Romênia: Brașov.

Em Brașov,  fomos no verão do ano passado (em junho ou julho), foi minha primeira viagem para uma cidade pequena na Romênia  e minha primeira ida para Bucareste a partir do Brasil. Fomos de carro para Brașov com alguns amigos (a estrada para Brașov nessa data fica muito bonita tendo plantação de girassóis , pé de leão e muitas flores tipicas dessa região) Esta cidade fica próxima ao castelo do Drácula que pretendíamos visitar.

DSC_0615
Brasov tem a escrita com o nome da cidade como Hollywood.

Brașov é uma cidade movimentada por turistas e pequena, ela faz parte da Transilvânia que que possui prédios coloridos e graciosos.

Ficamos em um hotel por uma noite no centro da cidade onde possui vários restaurantes .

DSC_0564
Vista da janela do hotel.

Após deixarmos nossas coisas no hotel decidimos ir no Castelo de Bran (conhecido como castelo do Drácula por ter sido uma das casas de Vlad Tepes III, Príncipe da Valáquia), no caminho existia varias feirinhas com produtos locais, como podem observar nas fotos a baixo:

DSC_0551
A caminho do castelo.

 

DSC_0445
No caminho, já é possível ver o castelo.
DSC_0550.jpg
Já perto da entrada do castelo.

O castelo é realmente lindo, seu tamanho pode ser considerado um pouco pequeno comparando com outros castelos da Romênia, entretanto sua beleza e seu jardim gigantesco torna realmente como uma cena de filme. Vale a pena a visita e pagar pela entrada 😀

DSC_0547
Jardim do castelo.
DSC_0487
Interior do castelo de Bran.

No interior do castelo existe um museu e as vezes exposições relacionada ao castelo.

DSC_0481

DSC_0467
Exposição com redesign das roupas de época.*

Na parte mais alta do castelo é possível ter uma visão lindíssima da paisagem local:

DSC_0499

O castelo é coberto de detalhes maravilhosos e encantadores , se tornando quase impossível de acreditar que O Empalador (O conde Vlad Tepes) realiza-se tantas crueldade em um local assim.

DSC_0453
Escrita misteriosa apagada com o tempo.

Após a visita do castelo, retornamos para Brașov para conhecer mais a cidade, lá podemos ver a famosa Igreja Negra** e a Strada Sforii ***.

DSC_0603
Strada Sforii
DSC_0628
A Igreja Negra

E por fim, depois de tantos lugares e caminhas, dormimos no hotel para no dia seguinte retornamos a Bucareste pela estrada mais florida que já vi :-D.

Dica: Para chegar em Brașov a partir de Bucareste é possível realizar uma viagem de trem e para a visitar o Castelo existe ônibus que chegam no local, porém aconselho estar atentos aos horários (e dias) de funcionamento do castelo e do ônibus para evitar surpresas desagradáveis 😉 .

Até mais leitores 🙂

Daqui a 15 dias, no próximo post falarei sobre mais uma nova cidade na Romênia, que possui o centro histórico como patrimônio da UNESCO e retornarei a falar sobre Bucareste.

P.S. Caso desejarem saber sobre as atualizações do blog, siga me no instagram : viajeane , twitter : blog_viajeane ou na pagina do Facebook.

* A autora da exposição é Liliana Țuroiu com o tema Zestrea.

**A igreja gótica negra teve sua construção iniciada ( aproximadamente ) em 1336 com dificuldade financeiras e após o termino o sino caiu destruindo sua torre onde foram necessários mais alguns anos para sua reconstrução total. O nome Igreja Negra foi dado  depois de um incêndio de grande proporção destruindo parte de Brașov e escurecendo as paredes da igreja (fato relatado por pessoas locais).

*** A Strada Sforii conhecida por ser uma das estradas mais estreita da Europa ( aumentando seu turismo ) , foi mantida por razão de segurança em caso de incêndio, para ser possível a passagem de uma pessoa com baldes de água (assim relatam moradores locais) .

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s